Primeiro, a surpreendente e inesperada notícia: um vírus desconhecido tomou conta do planeta e parou o mundo. De consequências imprevisíveis, a covid-19, doença pulmonar provocada pelo novo coronavírus, ainda é um mistério, tanto quanto à sua origem, como ao seu futuro e à sua perniciosidade.
Presente em praticamente todos os cantos da Terra, possivelmente ninguém saberá ao certo a que veio, por quem veio e se o vírus será parado para que tudo volte a ser como antes ou pelo menos parecer com o antigo normal que tanto nos agradava.
Passados mais de seis meses de sua detecção na China, as mortes por ele provocadas continuam aumentando e causando medo e pânico.
Países insulares como as Ilhas Salomão, Tonga e Vanuatu, no Pacífico, não registraram casos de contaminação, possivelmente pelas precoces ações preventivas e pouco contato com pessoas de outras paragens.
Perdas irreparáveis de milhares de vidas, sequelas deixadas nos sobreviventes e o custo financeiro estratosférico para combatê-la, tornaram a covid-19 uma das mais devastadoras doenças já surgidas no planeta.
Porém, é preciso ver a questão por diversos outros ângulos para podermos amenizar os danos psicológicos provocados pela pandemia.
Pelo menos no que tange à nossa e à saúde do planeta podemos constatar um aspecto positivo: o ceú e o mar estão mais limpos e preservados, os corações dos homens mais puros e solidários e uma transformação necessária e positiva se aproxima para perpetuar uma nova prática de vida no planeta.

Similar Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *